©2018 by projetoalforria. Proudly created with Wix.com

Projeto Alforria

 

A definição de Projeto é um desejo, intenção de fazer ou realizar algo, e Alforria é qualquer libertação.

O Projeto Alforria é a libertação dos padrões de vida que já conhecemos.

Somos uma família e moramos a bordo.

Venha conosco nesta aventura!

  • família Alforria

Ser Carioca

Atualizado: 29 de Out de 2018


Você vai ouvir um autêntico carioca te chamar de "mêrmão", "brôu" ou "meu camarada"!


E em tempos de eleições presidenciais, crise e insegurança nas ruas, o Rio "tá sinistro" e as redes sociais repletas de "caô"!


Foi neste clima que chegamos na Cidade Maravilhosa, depois de alguns dias de uma longa travessia no mar, vindo de Salvador e com paradas em Vitória e Búzios.


Este texto foi inspirado na tarefa escolar do Antônio sobre as gírias cariocas e na brincadeira que ele criou durante a travessia, que cada um de nós tinha que fazer uma lista de desejos com o que queríamos fazer quando chegássemos.


Reencontrar e matar as saudades da família e amigos estavam no topo da lista!


Chegamos no Iate Clube do Rio de Janeiro no dia 7 de Setembro, feriado nacional e sexta-feira! Sem vento, entramos na Baía da Guanabara a motor e pegamos nossa poita, abençoados pelo Cristo Redentor, imponente lá no alto do morro do Corcovado.


A nossa lista de tarefas e obrigações era extensa, audiência, exames, médicos, dentistas, estudos, ir votar, documentos, arrumar o veleiro Alforria, malas e mudança a fazer... E parecia que tínhamos muito tempo pela frente!


Na lista de desejos do Antônio, estavam os programas favoritos como visitar os amigos na saída do Colégio onde estudava, praticar o judô, comemorar o niver do amigo Dante, ir ao cinema no shopping Leblon, o japonês Nori, o TT Burger, a lasanha da La Veronese e o melhor feijão preto feito pela Josy. 


Almoçar na casa da vovó Lucia com seus mimos, jantar com a vovó Nice e curtir suas histórias.


Os clássicos programas de Ipanema como ir à praia, surfar com o primo Felipe ou pedalar do mirante do Leblon ao Arpoador.


E o tradicional acantonamento com a galerinha no final de semana, que o Antônio reúne sempre que está no Rio!


Eu tinha uma novidade especial, conhecer o meu afilhado recém nascido Thomáz!


Na minha lista, estavam pequenos prazeres como limpeza de pele da divina Diva, pilates e alongamento com a Nivi, fazer unha com a manicure Zezé e a podóloga Rose! Coisas que quem vive a bordo, dá um valor danado!


O cineminha com a mamãe, almocinho risada com a Leiloca, churrasquinho na laje do Marcinho, o encontro com as primas, perambular no comércio da Rua Visconde de Pirajá, chopp no Bar Temático do clube, caminhada na praia ou lagoa seguido de uma cervejinha gelada no Sabugosa com a melhor companhia da minha irmã Tata, almoço com os amigos que ficaram dos tempos de bancária, curtir nossos hóspedes recém-casados, ganhar abraço e preciosas dicas da autêntica amiga sagitariana Liana, encontrar a família Prochet, o gostoso papo com a Rosinha, o dindo Luca e a Valentina, a feijoada com os primos e compadres e o tradicional jantar árabe feito com amor pela minha mãe para a nossa despedida!


E o tempo que parecia muito, acabou!

Foram pouco mais de 40 dias no Rio para tantas obrigações, comemorações, encontros e despedidas.


Está na hora de partir novamente.

Desta vez, só com a passagem de ida de avião para Portugal e não sabemos quando voltaremos.


Até breve, Rio! 

Onde estivermos, seremos sempre cariocas... Já é!


Texto e fotos por Paula Monte Alto

Foto por Ana Clara (Galerinha no ICRJ)

Foto por Tata Monte Alto (Ilhas Cagarras e Veleiro)


As gírias cariocas citadas no texto: 

mêrmão = meu irmão = meu amigo

brôu = brother = amigo

meu camarada = meu amigo

sinistro = perigoso

caô = mentira

já é = afirmativa positiva

78 visualizações1 comentário